Copy
Um breve relato do que Deus tem feito em nossas vidas aqui na Beira.
View this email in your browser
Amados irmãos, graça e paz!
Eu estava descendo as escadas para sair, porém, antes de chegar ao térreo, observei pela janela da escada (sem vidro), uma cena que me chamou a atenção: Um jovem com uma Bíblia na mão, explicando a Palavra a outro jovem, aluno da escola da Frelimo que fica no outro lado da rua. Registrei o fato e me aproximei da conversa mas fiquei apenas ouvindo. A conversa foi longa e muitos textos foram abertos, lidos e explicados. Fiquei admirado que um jovem estivesse tão empenhado em evangelizar outro as 13h00. O jovem aluno teve que voltar para aula e eu me aproximei do evangelista para conversar. Conversamos um bom tempo, mas fiquei curioso com a teoria da Trindade do jovem. Para ele só existe Deus, que no caso é Jesus. Ponto final. Tentei ser educado, lemos alguns textos, mas ele ficou revoltado comigo, me chamou de herege, fechou a cara, e não quis me cumprimentar ao despedir-se!  Este jovem é um exemplo que representa muitos cristãos daqui, o que demonstra a grande necessidade de ensino da Palavra. Por outro lado, creio que posso aprender dele sobre zelo evangelístico. No sábado a tarde encontrei perto de casa, o Benjamim, o aluno do IBS sobre o qual escrevi na carta passada, com folhetos na mão a evangelizar. Que alegria e encorajamento para mim!

 
Este é o jovem evangelista!
Muito animado!
Estes são alguns dos alunos da Deila.
Turma do ano Básico.

 
Seminário de Casais em Mafambisse
Transportando o visitante e o bujão de gás. Todos se salvaram!

Início da aulas. Finalmente iniciaram as aulas para nós. Deila ensina na terça e quarta à noite, as disciplinas de Evangelismo e Romanos, para o curso básico e médio respectivamente. Eu dou aulas na quarta e sexta, com as disciplinas Desafios Pessoais e Ministeriais, e Novo Testamento I (Lucas e Atos) para o bacharel. As aulas são das 18 às 21hs, as turmas são pequenas, mas os alunos têm desejo de aprender. Estamos começando com uma carga mais leve, mas no próximo semestre deve aumentar um pouco. Estamos gostando muito da experiência de sala de aula, do contato pessoal com os alunos. Sempre aprendemos com eles, suas histórias de vida e a prática da sua fé. Semana passada, uma aluna na casa dos 60 anos, chegou atrasada e com coração pesado, pois o filho havia sofrido um acidente noutra localidade, e ela não sabia exatamento o estado dele. Paramos, ouvimos, oramos juntos, ainda que o professor tenha feito um plano de aula para cobrir mais conteúdo do que realmente será possível!! Estamos nos esforçando para comunicar de modo que os alunos entendam (eles nem sempre entendem nosso português), com aulas dinâmicas que envolvam os alunos no processo de aprendizagem. 
Visita do Brasil!!!! Tivemos a nossa primeira visita do Brasil: Marcelo P. da Costa. Que alegria. Que bênção. Marcelo veio “espiar a terra”, ou seja, conhecer o povo Mwani!  Mas também trouxe muitos abraços e até a máquina de costura da Deila!! Marcelo, muuuuito obrigado. Além disso, ele acompanhou Paulo Feninam, diretor da MIAF, na ministração de um seminário para pastores e líderes, sobre a formação de parcerias visando o avanço do reino. Tempo muito desafiador com uns 40 pastores e líderes no IBS, por 3 dias.
Deus tem cuidado de nós. Queremos louvar a Deus pelo seu cuidado em todos os sentidos com nossas vidas. Temos tido boa saúde, proteção no trânsito (com um pequeno susto!), motivação e alegria para servir, boa comunhão com nossa equipe de missionários,  com os irmãos da igreja que frequentamos. Além disso, todo mês Deus tem suprido nossas necessidades financeiras. Que grande Deus servimos! Mal podemos crer que daqui poucos dias completaremos seis meses em Moçambique. A cada dia nos sentimos mais em casa, ainda que saibamos que teremos dias mais difíceis à frente.
Ministério de final de semana. No último sábado estivemos na Igreja Viva Esperança em Cristo de Mafambisse, ministrando um seminário para casais. Que tempo precioso! A gente se prepara, mas nunca sabe exatamento o que vai acontecer. Íamos pegar o chapa (van) para uma viagem de uma hora, mas vimos um micro ônibus por sair, quase vazio. Ficamos muito felizes que iríamos com mais conforto. Ledo engano. O ônibus começou a encher, encher...e de repente entre mais uma pessoa e o cobrador fala para ela sentar ao meu lado. Eu perguntei: “Onde tem espaço para mais uma pessoa?”. A resposta veio rápido: “ao seu lado!” Como já disse noutra carta, o uso do espaço, limite pessoal, é muito diferente aqui. E assim fomos. A vida aqui é muito dinâmica e com aprendizado constante. Tínhamos preparado algumas perguntas para os casais conversarem durante o estudo, já que o assunto era comunicação. Primeira surpresa: Homens sentam de um lado (nos bancos) e as mulheres noutro lado, nas esteiras. Até ai tudo bem. Mas na hora de juntar os casais para a prática da comunicação, descobrimos que havia um grupo de mulheres que estavam sem os maridos, e homens sem as esposas! Pois bem, Deila ficou com o grupo de mulheres e eu com o de homens sem cônjuge. Ouvimos um pouco das lutas da vida diária deles. Deus é surpreendente: a despeito das nossas limitações, situações novas para nós, ele derrama sua graça e abençoa o seu povo!
A beleza gloriosa do Salvador. Nestes últimos dias tenho lido o evangelho de João, e sempre fico maravilhado com o nosso Salvador. O relato da ressurreição de Lázaro (Jo 11) é particularmente tocante pela sensibilidade (humanidade) do nosso Senhor, seu amor para com com as irmãs Marta e Maria, e toda sua glória Divina ao ordenar em alta voz: Lázaro, vem para fora! E eis que sai do sepulcro um corpo envolto em faixas que estivera em estado de decomposição, com nova vida e é devolvido ao convívio dos seus amados. Que poder glorioso sobre a morte e os efeitos do pecado, trazendo vida e esperança. Isso enche meu coração de louvor, gratidão e esperança de que também nós, os que cremos, ainda que morramos, viveremos eternamente. Este é o Salvador a quem não vemos, mas amamos e servimos aqui em Moçambique onde somos mais confrontados com a tristeza da morte. Toda semana ouvimos relatos de falecimentos. Mas, temos a esperança da vida, e vida eterna!!
Que Deus guarde os irmãos todos, firmes na fé, no amor e na esperança e comprometidos em anunciar a vida eterna que está em Cristo Jesus.
Com amor, vossos missionários Roberto e Deila.
Orem conosco irmãos:
- Louvem a Deus pelo agir maravilhoso e bondoso sobre nossas vidas (adaptação, bons relacionamentos, privilégio de servi-Lo, etc.).
- Intercedam pela nossa comunhão diária com Deus.
- Capacitação Divina para ministrar as aulas.
- Pela direção do IBS, sobre como prosseguir.
- Por proteção em todos os sentidos e pelo nosso $u$tento que tem sido significativamente afetado com aumento do dólar.
- Pela vida espiritual, emocional e profissional dos nossos filhos no Brasil.
- Orem pelo crescimento e amadurecimento bíblico, teológico e missionário dos líderes das Igrejas Evangélicas de Moçambique.
- Orem pelas crianças, para que as igrejas invistam mais no ministério infantil.
- Orem para que Deus levante mais ministérios para alcançar os jovens e adolescentes

P.S. A foto do cabeçalho é da Beira. Um lugar com muitas belezas.

Um breve alô de vocês já alegraria muito nossos corações!
e-mail: rrwelzel2000@yahoo.com   ou  deila_n_s@hotmail.com
skype: rrwelzel2000
www.facebook.com/roberto.welzel   ou   www.facebook.com/Deila.Welzel

Caso você ou sua igreja queiram tornar-se parceiros ou fazer uma contribuição única ao Projeto Moçambique podem fazê-lo através da AMEL - Associação Missionária Evangélica Livre (Bradesco, ag. 450, cc 134.934-1, código 4, ou seja, acrescente R$ 4,00 ao valor da sua oferta - CNPJ 004760938/0001-60) ou através da MIAF pelo site www.miaf.org.br na janela "como participar-contribuindo-família Welzel".
unsubscribe from this list    update subscription preferences