Copy
Seguem as nossas notícias! 
View this email in your browser
Amados irmãos, graça e paz!
Há alguns dias atrás fui sair de moto e havia um carro estacionado na saída da garagem que dá para a rua. Perguntei a alguns rapazes sentados na mureta do nosso prédio sobre quem seria o dono e ninguém sabia de nada. E eu pensando com meus botões: “Mas como pode um indivíduo fazer uma coisa dessas?!!”  Atravessei a rua e abordei o guarda da sede do partido no poder aqui em Moçambique, e ele disse que havia uma reunião. Lá foi ele tentar achar o dono do carro. Eu já estava muito chateado, sentado na moto, pensando em alguma alternativa, mas simplesmente não via solução. O guarda voltou e disse que não encontrou o dono do carro. De repente, os rapazes que estavam ali sentados, se aproximam e dizem que podem carregar a moto até a calçada! Puxa, isso eu jamais teria pensado! Para eles isso parecia tão óbvio e simples, como se fosse uma brincadeira. Para mim, um assunto muito sério sobre um motorista irresponsável que estava simplesmente desrespeitando os meus direitos! É claro que a atitude dos rapazes me “quebrou”. Duas lições: O uso do espaço individual aqui tem outra concepção. Um espaço vazio, mesmo que seja da vaga da garagem de outra pessoa  pode ser “compartilhado” com outros e não chega a ser um problema. Outra lição, a solidariedade: os problemas são compartilhados e até mesmo estranhos ajudam.
É sempre uma grande alegria compartilhar com vocês o que Deus tem feito através desta parceria entre Igrejas no Brasil, missionários Roberto e Deila, o IBS e igrejas de Moçambique.
Como estamos - Deila e eu somos muito gratos a Deus pelo privilégio de servir ao Senhor aqui, e temos muita convicção e paz a respeito disso.  Como leram acima, estamos nos adaptando à vida aqui. Eu tenho lutado com uma dor no braço desde que chegamos aqui – tendinite no ombro direito. Estou tomando medicação e usando uma tipóia para dar um descanso ao braço por duas semanas.  Outro fato novo é que a nossa sensação de segurança foi-se embora após uma tentativa de roubo da nossa moto na calada da noite. Os ladrões cortaram o cadeado da garagem, desativaram o alarme e não fora pela vizinha que acordou com o barulho e espantou os ladrões, já estaríamos a pé! Agora tenho que deixar a moto num estacionamento pago. Tem havido muitos roubos, assaltos, etc e estrangeiros são alvo preferencial. Cada vez que chegamos em casa sem nenhum tipo de “ocorrência” agradecemos a Deus pela Sua proteção. 
Conhecendo outras igrejasVisitamos duas igrejas neste mês. A igreja Missão Viva Esperança em Cristo em Mafambisse. Os irmãos nos receberam muito bem, sempre com muito amor. O pastor pediu que déssemos um breve testemunho sobre como Deus nos alcançou e nos chamou para servi-Lo. Com certeza houve muito louvor com danças e vozes harmoniosas e potentes, sem nenhum tipo de instrumento musical, exceto um atabaque.  Estão construindo o templo com recursos próprios, mas ainda falta o contra piso. Depois de umas 3 horas de culto, as irmãs da igreja presentearam a Deila com uma galinha viva, e um saco de farinha de milho. Sentimo-nos honrados com os presentes.  
Os homens sentam num lado.
As mães com as crianças noutro em esteiras.
Também visitamos a Igreja de Cristo em Moçambique, liderada pelo pastor Alberto Jonasse. Alegramo-nos em ver uma igreja muito centrada na Palavra, com uma boa classe para crianças, muitos jovens, muita música e alegria. Também estão construindo o templo com muitas lutas, mas querem concluir ainda este ano. Esta igreja está próxima da mesquita do bairro e o desafio é alcançar estas pessoas.  Tive o privilégio de pregar a Palavra, desta vez sem tradutor e foi maravilhoso ver o interesse dos irmãos na Palavra. Fomos grandemente abençoados pela comunhão com estas igrejas.  

Seminário para Casais. Deila e eu tivemos oportunidade de participar nos dias 1 e 2 de maio de um programa para casais com ministrações do missionário Charles Santos, pr. João Mambocha,  Mateus Sedene. Deila  e eu também compartilhamos a Palavra no sábado, ainda que com alguns receios pois é uma área que tem muitos aspectos culturais distintos. Mas Deus nos deu a graça e abençoamos e fomos abençoados.
Instituto Bíblico de Sofala – Tivemos dois momentos muito significativos relacionados ao IBS. O primeiro, uma reunião com professores do IBS para um tempo de comunhão e oração pela escola. Fomos muito encorajados através dos testemunhos dos ex-alunos, hoje professores, pois vimos que o investimento espiritual na vida deles produziu muitos frutos. Vale a pena ensinar a Palavra de Deus, pois ela transforma vidas que são instrumentos na vida de outros! (2 Tm 2.2). O segundo momento, o culto de celebração dos 27 anos do IBS. Tivemos muito louvor a Deus, com diferentes corais, cantando em diferentes línguas, inclusive português! Ouvimos a Palavra, que foi desafiadora, também ministrada por um ex-aluno do IBS – pr. João Mouzinho. Deila e eu fomos oficialmente apresentados aos irmãos do corpo docente e discente. Um sentimento de alegria e gratidão encheu nosso coração, pois foi para isso que nos preparamos durante alguns anos.   
À medida que o tempo passa (está voando!) aumenta a nossa expectativa com relação ao início do segundo semestre (13/07), mas ao mesmo tempo vemos que ainda temos muita coisa para preparar até lá. Porém, a nossa suficiência vem de Deus, que nos habilitou para realizar este ministério de modo fiel e frutífero (2 Co 3.5,6). E ainda, Paulo falando...”Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós” (2 Co 4.7). Louvamos a Deus de todo coração por escolher-nos para salvação, e dentro destes ‘vasos de barro’ depositar tão grande tesouro – o seu evangelho na pessoa do seu Filho, pela habitação do Espírito. Gostaríamos de ser apenas estes vasos de barro – discretos, frágeis, sem poder, e assim, por contraste, manifestar o poder de Deus, dando a Ele toda glória.
Concluindo...seguimos em frente para realização do propósito de Deus em nós e através de nós em Moçambique. Louvamos a Deus pela vida de todos que estão, por amor a Cristo e seu evangelho, nos apoiando nesta obra. Muito obrigado, parceiros fiéis!(Fp 4.19). Recebam nosso abraço fraterno e nossa gratidão.

Com amor, vossos missionários Roberto e Deila.
 

Orem, oremos, perseveremos na oração:
- Louvem a Deus pelo agir maravilhoso e bondoso sobre nossas vidas (adaptação, bons relacionamentos, saúde, privilégio de servi-Lo, etc.).
- Intercedam pela nossa comunhão diária com Deus, por disciplina para organizar o tempo dentro das prioridades deste momento: estudar língua Cindao (tá difícil!), fazer as tarefas do período de adaptação, e preparar as aulas para o semestre que vem.
- Por proteção em todos os sentidos, e cura para tendinite
- Pelo nosso $u$tento que tem sido significativamente afetado com aumento do dólar.
- Pela vida espiritual, emocional e profissional dos nossos filhos no Brasil.
- Orem pelos povos não alcançados de Moçambique e do Continente africano.
- Orem pelo crescimento e amadurecimento bíblico, teológico e missionário dos líderes das Igrejas Evangélicas de Moçambique.

- Orem pelas crianças, jovens e adolescentes (45% da população tem menos de 15 anos), com poucas perspectivas de vida, mas muitas oportunidades para pecar.
- Orem pela igreja de Moçambique que começou a ser ameaçada abertamente de ataques terroristas (no Norte): por perseverança na fé, ousadia para pregar, proteção e conversões.
Caso você ou sua igreja queiram tornar-se parceiros ou fazer uma contribuição única ao Projeto Moçambique podem fazê-lo através da AMEL - Associação Missionária Evangélica Livre (Bradesco, ag. 450, cc 134.934-1, código 4, ou seja, acrescente R$ 4,00 ao valor da sua oferta - CNPJ 004760938/0001-60) ou através da MIAF pelo site www.miaf.org.br na janela "como participar-contribuindo-família Welzel".
unsubscribe from this list    update subscription preferences