Copy
Bom dia!

Nesta semana, o Finsiders vai cobrir dois eventos importantes:
Fintouch (quinta e sexta-feira) e Payment View (quarta). 

Faremos alguns highlights sobre os painéis
em nosso perfil no Twitter e, no começo da próxima semana, teremos uma série de matérias no portal e na newsletter. Acompanhe! 

Quer contar alguma novidade em primeira mão da sua fintech? Me responde aqui ou escreve para dm@finsiders.com.br para conversarmos. 

Boa semana e boa leitura! :)

Danylo Martins
Fundador e Editor-chefe
Fintech aposta em assinatura no cartão de crédito para fazer você guardar dinheiro
Guardar dinheiro é sempre algo difícil de se colocar em prática. A Monis, fintech recém-criada, quer dar uma forcinha para quem não consegue poupar grana. Leia a matéria exclusiva no Finsiders. [Leia mais]
O plano da Credit Brasil para ser um ‘one-stop-shop’ do crédito
A Credit Brasil lançou a fintech Finplace, a gestora CB Partners e a startup CB Consult.
A estratégia é ser um ‘one-stop-shop’ do crédito. O CEO, Gustavo Catenacci, conta a estratégia. 

[Leia mais]
Novas fintechs exploram segmento de planejamento financeiro
A atividade de planejador financeiro cresce no país. Não à toa, fintechs vêm investindo no segmento. A jornalista Alessandra Taraborelli conta detalhes, em matéria especial para o Finsiders. [Leia mais]
Banco de dados da iugu fica exposto; falha já foi corrigida
Um banco de dados com 1,7 terabytes de dados de clientes da empresa a pagamentos iugu ficou aberto na internet por por menos de um dia. Gustavo Brigatto, editor-chefe do Startups, conta os detalhes do caso. [Leia mais]
LEIA TAMBÉM:

Neon recebe autorização para funcionar como IP

Artigo | Por que usar plataformas de banking as a service (BaaS)
Quer apoiar o jornalismo independente e especializado e falar com um público seleto e qualificado?
Anuncie!
Foi notícia na última semana

BTG Pactual fica com 100% do Banco Pan 

O BTG Pactual comprou a parcela da Caixa Participações, assumindo 100% do Banco Pan, conforme acordo firmado na última terça-feira (6). A Caixa era detentora de 49,2% das ações ordinárias, ou 26,8% do capital social da instituição. A fatia foi vendida por R$ 3,7 bilhões, o equivalente a R$ 11,42 por ação. O negócio marca a forte investida que o BTG Pactual tem feito no digital, complementando a estratégia do BTG+, usado pelo público com maior renda. O interesse pelo Pan se justifica: o banco digital dá lucro, ao contrário de muitos neobanks, como Nubank e Neon

Modalmais vai às compras

Às vésperas do IPO, o Modalmais está com apetite. Na última sexta (9), o banco digital divulgou duas aquisições de uma só vez: a Refinaria de Dados, startup de análise de dados, com o objetivo de desenvolver produtos digitais para o mercado financeiro; e Carteira Global, plataforma de gerenciamento e consolidação de carteiras de investimentos com foco no open finance. Ambas operações, sujeitas à aprovação do Banco Central (BC), são para ficar com 100% dos negócios. Não foram as primeiras aquisições este ano -- o Modalmais já comprou a casa de análise Eleven Financial Research, a escola de treinamento de assessores Proseek e o hub de inovação Ela Vence, da investidora-anjo Camila Farani, que virou sócia do banco [Leia mais aqui]

Faltou da semana passada…
Bitso traz ex-Nubank para operação no Brasil

A plataforma de criptomoedas Bitso contratou Marcos Jarne como country manager no Brasil. Sua chegada tem como objetivo impulsionar o mercado de criptomoedas e torná-lo mais acessível aos brasileiros. Experiente no mercado financeiro, Jarne passou os últimos cinco anos no Nubank, onde foi general counsel, além de ter proximidade com fundos de private equity e venture capital. Fundada em 2014 no México, a Bitso tem mais de 95% do mercado em seu país de origem e mais de 60% na Argentina. A operação do Brasil será apoiada por um aporte global de US$ 62 milhões, anunciado em dezembro passado, liderado pelos fundos Kaszek e QED, com participação de investidores atuais e de peso no cenário cripto, como Coinbase e Pantera.

Warren prepara terceira rodada de captação

A gestora digital Warren está preparando sua terceira e maior rodada de captação, dessa vez uma Série C, que será fechada até o final do semestre, segundo reportagem publicada pelo Pipeline, site de negócios do Valor Econômico. Até hoje, a fintech levantou R$ 145 milhões em duas rodadas, com a presença de nomes como Ribbit Capital, QED e Kaszek. A empresa estaria em busca de recursos para acelerar o crescimento no mercado de investimentos. Desde o ano passado, os recursos sob gestão da Warren aumentaram em mais de dez vezes, alcançando a marca de R$ 5 bilhões e com expectativa de dobrar este montante até o final de 2021. 

Por falar em investimentos…
C6 Bank lança conta global de investimentos

O C6 Bank lançou uma conta global de investimentos. Por meio da plataforma, clientes de alta renda poderão comprar e vender ações em bolsas como Nasdaq e NYSE, assim como investir em produtos de renda fixa como bonds e em fundos estrangeiros. O saldo da conta será em dólares e a sede ficará nas Ilhas Cayman. O IOF cobrado é de 0,38% ao enviar o dinheiro para o exterior e o Imposto de Renda (IR) é descontado quando o dinheiro retorna ao Brasil. Já o spread é de 1%, o que o banco digital diz ser uma das menores taxas do mercado. O movimento feito pelo C6 não é isolado. Em 2019, o BS2 (antigo Bonsucesso) lançou sua conta internacional -- em janeiro deste ano, o banco digital colocou no ar a modalidade para PJ.   

Boa Vista lança Centro de Excelência em Analytics

A Boa Vista lançou seu Centro de Excelência em Analytics (CEA), com foco no desenvolvimento de soluções tecnológicas como softwares, tanto para pessoas jurídicas, quanto para pessoas físicas. A criação do ambiente foi comentada com mais detalhes em entrevista recente dada pelo VP de negócios ao Finsiders. A inauguração do CEA é um dos planos da empresa a partir do IPO, em que levantou R$ 2,17 bilhões numa oferta parte primária e parte secundária, em setembro de 2020 [Leia sobre os planos aqui]

Pix através de WhatsApp inicia no Brasil

A Conta Zap passou a oferecer o Pix para transações via WhatsApp. Para utilizar o serviço, basta o usuário salvar o número do bot em sua agenda e iniciar uma conversa com ele pelo Whatsapp, em que informará a chave Pix da pessoa ou empresa que irá receber o pagamento, além do valor. A fintech já vinha se preparando para a autorização do Banco Central. No ano passado, contratou mais de 20 profissionais para uma nova área inteiramente dedicada a operações via Pix. E tem investido na formação de programadores de bots, que foram contratados pela empresa, para aperfeiçoar a programação da inteligência artificial responsável pelas transações. 

QueroQuitar fecha parceria com o Jeitto

A QueroQuitar, plataforma online de negociação de dívidas, fechou uma parceria com o aplicativo Jeitto. Uma das principais fintechs no segmento de renegociação de dívidas (leia sobre esse mercado aqui), a QueroQuitar tem mais de 55 milhões de devedores em sua base e, entre parceiros, possui nomes como Santander, Algar, BV, Pravaler, Agibank, Banco Pan, entre outros. No último ano, a fintech viu o volume de negociações crescer 360% em sua plataforma. Já o Jeitto bateu 700 mil clientes no ano passado e prevê alcançar 2 milhões em 2021. 

(Por Victoria Roberta, com supervisão de Danylo Martins)

Reports, cursos, links e afins


Na disputa de downloads, um improvável app financeiro toma a dianteira (Matéria | Pipeline/Valor Econômico)

Fintech Latam, por Marcel van Oost  (Newsletter)

A-L-L in on Alt Assets  (Artigo | Mouro Capital)

Por que o BTG Pactual gosta tanto do Banco Pan (Matéria | Exame IN)

 
Anuncie!

Tem alguma notícia quente? Conta pra mimdm@finsiders.com.br. Garanto o sigilo da fonte.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Compartilhe
Abraços,
Danylo Martins
Fundador e editor-chefe

Siga a Finsiders: LinkedIn | Twitter | Instagram
LinkedIn
Twitter
Instagram
Website
Copyright © 2021 Finsiders.com.br, All rights reserved.

Our mailing address is:
dm@finsiders.com.br

Want to change how you receive these emails?
You can update your preferences or unsubscribe from this list.